Canal 2.1

Mais de 400 pessoas foram ao Parque Estadual Sumaúma, no domingo (21/07), para prestigiar a campanha nacional “Um Dia no Parque”. Os visitantes participaram de programação extensa de vivência na floresta e educação ambiental na Unidade de Conservação (UC) localizada no bairro Cidade Nova, zona norte de Manaus.

O Parque Estadual Sumaúma foi uma das 197 UCs em todo o país a receber a campanha. Idealizada pela Rede Pró UC, em parceria com a Coalizão Pró-Unidades de Conservação, a campanha é realizada anualmente com o objetivo de mostrar às pessoas que perto delas provavelmente há uma área protegida, e que ali é possível praticar diferentes atividades, tanto sozinho como em grupo. Localmente, a atividade foi promovida pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema), WWF-Brasil e Instituto Sumaúma.

Eduardo Costa, de 14 anos, aproveitou o domingo de aniversário no parque. Ao longo de todo o dia, ele usufruiu das trilhas, palestras e participou de jogos interativos sobre meio ambiente. Para ele, a visita no parque é uma chance de prestigiar a natureza. “Eu moro no Japiim, mas sempre venho aqui porque desde criancinha sempre gostei desse contato com a natureza. Achei fantástico o parque implantar essas novas atividades porque proporciona uma nova programação para as famílias que ficam em casa nos finais de semana”, disse.

Mais visitas – Segundo o gestor do Parque Estadual Sumaúma, André Passos, o número de visitantes vem aumentando desde o início do ano. “A Sema vem trabalhando em um projeto de revitalização e ampliando a programação do parque, o que começou a atrair um público maior, principalmente de pessoas que moram na zona norte e não costumavam explorar este espaço. Temos atualmente em média 500 visitantes por semana, e por isso receber 400 pessoas em um único dia é um indicador importante. Esperamos que a população continue abraçando o Sumaúma”, destacou.

Novas trilhas interpretativas – A partir deste domingo (21/07), o Parque passou a contar também com uma nova modalidade de trilha: as trilhas interpretativas. De acordo com o técnico da Sema, Jefferson Moreira, a atividade permite que os visitantes entendam a função do ecossistema protegido pela UC.

“Essas trilhas têm como objetivo focar na educação ambiental, promover uma aproximação maior entre a sociedade e o meio ambiente e que, acima de tudo, as pessoas possam entender a pressão que o parque sofre e como elas fazem parte da defesa deste espaço, além dos benefícios da UC para a qualidade de vida de quem mora na capital”, disse.

Foi reativada a Trilha Nascente do Goiabinha, que leva até uma nascente de água cristalina preservada no interior do parque. Dessa trilha, os grupos partem para a Trilha do Jabuti ou para a Trilha do Buritizal. Estas visitações são obrigatoriamente feitas com condutores capacitados pela Sema. Quem deseja fazer passeios de forma independente pode utilizar a trilha pavimentada, que tem um circuito menor ao redor das áreas comuns da UC, geralmente usada para atividades físicas.

Opção gratuita de lazer e contato com a natureza – O Parque Estadual Sumaúma funciona de terça-feira a domingo, de 8h às 17h, com entrada gratuita. Para visitar as trilhas, é recomendado o uso de sapatos fechados (tênis ou bota), protetor solar e roupas frescas e confortáveis, como as usadas para prática de atividades físicas. É importante também que os visitantes levem garrafa ou squeeze com água para hidratação, atentando para o descarte adequado dos resíduos nas lixeiras instaladas nas áreas comuns do parque.

Localizado na zona norte de Manaus, o parque é a única UC estadual em área urbana na capital e é um dos principais focos de trabalho da Sema nesta nova gestão, que está liderando o processo de revitalização do parque. Criado em 2003, o Parque Sumaúma possui uma área de 51 hectares e abriga espécies em risco como o sauim-de-coleira, animal símbolo de Manaus.

FOTOS: Gleidson Aranda e Marina Souza/Sema

Comentários