Canal 2.1

Abordagens informativas, peças teatrais e palestras em escolas municipais e estaduais estão na programação

No mês mundial de combate ao tráfico de pessoas, o Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc), em parceria com diversas instituições, terá ações de conscientização em diferentes pontos da capital.

A campanha “Coração Azul”, fixada no mês de julho pela Organização Mundial das Nações Unidas, tem a proposta de sensibilizar o público do sofrimento vivido por pessoas traficadas, além de encorajar a participação em massa e servir de inspiração para medidas que ajudem a acabar com o tráfico de pessoas.

Para a titular da Sejusc, Caroline Braz, conscientizar a população é uma das principais medidas adotadas pelo órgão durante a campanha.

“Realizaremos um trabalho educacional, informando a população sobre as modalidades do crime e sobre como identificá-lo, para que possamos evitar cada vez mais casos de tráfico de pessoas”, destaca. “Nos últimos três anos, quatro inquéritos de casos do tipo foram registrados pela Polícia Federal”.

Programação – A agenda da ação começa no dia 29 de julho, a partir das 17h, no Centro de Mídias da Secretaria de Estado de Educação do Amazonas (Seduc-AM), onde será feita uma videoconferência para divulgação e interpretação da Semana Estadual de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas, para 61 municípios do estado.

No dia 30/7, a ação será no Largo de São Sebastião, a partir das 17h, e contará com a apresentação de alunos do Liceu de Artes e Ofícios Claudio Santoro, além da iluminação simultânea de prédios da Sejusc, Câmara Municipal de Manaus, Assembleia Legislativa do Amazonas, Ordem dos Advogados do Amazonas, Tribunal de Justiça do Amazonas, Ministério Público Federal e Defensorias Públicas do Estado e da União na cor azul, símbolo da campanha.

No dia 31 de julho, cinco escolas da rede municipal e estadual de ensino receberão palestras sobre tráfico humano, com o objetivo de educar crianças e adolescentes sobre o crime. O evento acontecerá simultaneamente nas unidades, das 8h às 11h.

No dia 1º de agosto, imigrantes venezuelanos de abrigos dos bairros Alfredo Nascimento e Coroado participarão de uma roda de conversa sobre os serviços oferecidos no Estado. A ação acontecerá das 9h às 11h e das 15h às 17h.

Para encerrar, no dia 2 de agosto, a Rodoviária de Manaus e Aeroporto Internacional Eduardo Gomes receberão abordagens informativas e materiais educativos da campanha. Na Rodoviária, a ação acontecerá das 8h às 11h, e no Aeroporto, das 10h às 11h.

Parcerias – Também participarão das ações no fim do mês o Comitê Intersetorial de Prevenção e Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas e Atenção aos Refugiados e Migrantes do Amazonas, Seduc-AM, Organização Internacional para Migrantes (OIM), Secretaria Municipal de Educação (Semed) e Rede Um Grito pela Vida.

FOTOS: Divulgação/Sejusc

Comentários